Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Brown apoia rival Blair para presidência da UE

A candidatura não declarada do britânico Tony Blair para a presidência da União Europeia (UE) recebeu um impulso hoje, quando seu rival no Partido Trabalhista, o primeiro-ministro Gordon Brown, declarou apoio a Blair. Brown disse ao Parlamento que apoiará seu antecessor assim que o cargo for criado e se Blair demonstrar interesse pelo posto. "Ficaremos muito felizes em apoiá-lo", disse Brown aos parlamentares britânicos.

AE-AP, Agencia Estado

28 de outubro de 2009 | 14h31

Blair é o político mais importante que concorre ao cargo de presidente da UE, que será criado assim que o Tratado de Lisboa for assinado. O tratado ainda precisa ser ratificado pela República Checa. A presidência da UE deve ser discutida durante uma reunião de dois dias do bloco que começa amanhã em Bruxelas.

Por outro lado, Blair enfrenta a oposição do opositor Partido Conservador, que lidera as pesquisas de opinião e deve ganhar poder nas eleições gerais, marcadas para junho.

O parlamentar conservador Malcolm Rifkind, ex-ministro de Relações Exteriores, disse que os líderes do partido têm falado aos líderes europeus que escolher Blair seria um grande erro. "Ele não é a pessoa certa para o cargo", disse Rifkind. "Eu acho que o passado de Blair, incluindo seu apoio à guerra no Iraque, o torna inadequado".

Não está claro se Blair tem o apoio de importantes líderes europeus, dentre eles a chanceler Angela Merkel.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.