Brown convoca eleições gerais para 6 de maio

O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, convocou hoje eleições gerais para o dia 6 de maio. Ele anunciou que a rainha Elizabeth II autorizou a dissolução do Parlamento, passo necessário para iniciar o processo eleitoral no país.

DANIELA MILANESE, Agência Estado

06 de abril de 2010 | 08h43

As votações acontecem em meio a uma das maiores crises do Reino Unido. Após um ano e meio em recessão, o país conseguiu crescer apenas 0,4% no quarto trimestre de 2009. O foco dos debates será a administração da explosão do déficit fiscal, que neste ano chega a 12% do Produto Interno Bruto (PIB).

A disputa está centrada entre Brown, líder do Partido Trabalhista, e David Cameron, líder do Partido Conservador. Até pouco tempo, Cameron era apontado como franco favorito. Mas a oscilação nas últimas pesquisas trouxe a possibilidade de um Parlamento sem maioria absoluta, algo raro na história do país. Os trabalhistas estão há 13 anos no poder.

Com a realização das eleições em 6 de maio, a decisão sobre política monetária do Banco da Inglaterra, que cairia no mesmo dia, foi adiada para a segunda-feira de 10 de maio, após reunião de dois dias que começará na sexta-feira, dia 7.

Tudo o que sabemos sobre:
Reino UnidoBrowneleições gerais

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.