Bulgária divulga imagens de suspeito por ataque contra israelenses

Homem acusado de atentado teria cerca de 30 anos e usou documentos americanos falsos.

BBC Brasil, BBC

19 de julho de 2012 | 12h36

O governo búlgaro divulgou nesta quinta-feira imagens de circuito interno que mostram o suspeito de ter realizado o ataque suicida que atingiu um ônibus cheio de turistas israelenses no dia anterior.

Pelo menos sete pessoas morreram, cinco israelenses, o motorista búlgaro e o homem-bomba. Outras 30 ficaram feridas na explosão, perto do aeroporto do balneário de Burgas, no Mar Negro.

Autoridades búlgaras dizem que o suspeito tinha cerca de 30 anos de idade e portava documentos americanos falsos.

Nenhum grupo assumiu responsabilidade pelo ataque, mas Israel culpa o grupo libanês Hezbollah, que é apoiado pelo Irã.

O governo israelense promete retaliar o Irã duramente pelo ocorrido. O governo iraniano nega envolvimento com o atentado.

O ministro do Interior da Bulgária, Tsvetan Tsvetanov, diz que o suspeito estava no país havia pelo menos quatro dias. Autoridades tentam agora estabelecer sua identidade e investigam se ele recebeu ajuda dentro do país.

O grupo de israelenses havia chegado em um voo de Tel Aviv com 154 pessoas, incluindo oito crianças, e entrava no ônibus quando ocorreu a explosão.

Um avião militar israelenses levou 33 feridos de volta ao país nesta quinta-feira. Um ferido em estado grave permanece em tratamento na capital búlgara, Sofia. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
burgassuspeitoisraelbulgária

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.