Bulgária faz referendo sobre nova usina nuclear

Os cidadãos da Bulgária participam neste domingo de um referendo sobre a construção de uma nova usina nuclear, escolha vista como um termômetro do relacionamento do membro mais pobre da União Europeia com a Rússia.

EQUIPE AE, Agência Estado

27 de janeiro de 2013 | 16h17

A votação foi requisitada pelo Partido Socialista, de oposição, na tentativa de forçar o governo a reverter sua decisão de definir um acordo com a Rússia. A votação é importante para mostrar a visão da população da Bulgária sobre o relacionamento com a Rússia e também por ser uma prévia das eleições gerais deste ano. Mas para que seja válido o resultado da consulta, de caráter vinculativo, a participação eleitoral deve alcançar pelo menos 60%, o que, segundo pesquisas, não deve ocorrer.

O governo do primeiro-ministro do país, Boiko Borisov, cancelou em março do ano passado um acordo com a Rússia envolvendo uma usina nuclear de 2.000 megawatts na cidade de Belene, argumentando que os custos de até 10 bilhões de euros (US$ 13 bilhões) eram fora da realidade do país, que enfrenta dificuldades financeiras. O governo citou também a falta de investidores ocidentais.

Analistas ligam o referendo à estratégia declarada do governo de reduzir a dependência da Bulgária de recursos de energia russos. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Burgáriausina nuclearreferendo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.