Bunker de Saddam resistiria a ataques nucleares

O esconderijo subterrâneo construído sob um dos palácios presidenciais de Saddam Hussein resistiria a ataques nucleares e muito mais a ataques convencionais, disse neste domingo o especialista alemão Karl Esser, que afirma ter ajudado a desenhar o bunker. "Não acredito que sejam suficientes as bombas dos Estados Unidos", disse Esser.Ele explicou que foi consultor de um grupo de empresas, encabeçadas por alemães, que construiu o abrigo do líder iraquiano no começo da década de 80. O abrigo subterrâneo, a 200 metros, segundo Esser, foi desenhado para suportar uma explosão tão poderosa quanto a de Hiroshima. O bunker seria imune também a temperaturas de 300 graus centígrados."É muito difícil de entrar, a menos que uma pequena bomba atômica seja usada", disse Esser à AP. "Normalmente, semelhantes esconderijos só podem ser tomados por tropas de terra".Segundo Esser, a construção do bunker custou perto de US$ 60 milhões. O técnico alemão afirma que conheceu Saddam Hussein no início de 1984. quando foi convidado a visitar Bagdá depois da conclusão das obras, para orientar os oficiais iraquianos sobre o funcionamento do bunker.Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.