Busca a Boeing 747 desaparecido é reforçada na Indonésia

A Força Aérea da Indonésia enviou a Célebes outros três helicópteros para reforçar as equipes de busca do avião desaparecido há uma semana, informou nesta segunda-feira a imprensa local.Dois helicópteros BO-105 foram enviados neste domingo a Célebes a bordo de um avião Hércules, indicou o jornal "The Point", citando um porta-voz da Força Aérea.Um terceiro aparelho, um SA-330 Super Puma, também se uniu neste fim de semana às operações de busca, segundo a mesma fonte.Além disso, o Exército enviou outros 700 soldados às zonas de Rantepao e Mamuju, no sul e oeste de Célebes, aumentando para mais de três mil o número de efetivos das Forças de Segurança e do Serviço de Busca e Resgate da Indonésia (Basarnas) que participam da infrutífera operação.O Basarnas conta também com o apoio de um Boeing 737-200, um avião Nômade, três aviões Casa, e vários helicópteros da Força Aérea e a Polícia, além de quatro navios de guerra da Armada e um pequeno avião Fokker 50 da Força Aérea de Cingapura.No entanto, apesar da envergadura da operação, ainda não existem rastros do avião desaparecido, um Boeing 747-400 da companhia aérea de baixo custo Adam Air, que voava com 96 passageiros e seis membros da tripulação a bordo quando perdeu o contato com o radar no dia 1º de janeiro.Cinco dos angustiados familiares dos passageiros que esperam há mais de uma semana nos aeroportos de Makassar e Emanado se uniram às tarefas de busca, só para comprovar a dificuldade de encontrar o aparelho com as fortes chuvas que castigam a região e a densidade das florestas locais.Uma equipe de seis especialistas dos Estados Unidos viajaram neste fim de semana à cidade de Makassar para colaborar nas tarefas, realizando estudos analíticos das gravações de radar, informou nesta segunda-feira o jornal "Jakarta Post".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.