Busca antiterrorista termina com 8 mortos na Arábia Saudita

Seis supostos militantes e dois policiais morreram nesta segunda-feira em um tiroteio durante uma operação de busca de terroristas ao norte de Riad, informou o ministério do Interior saudita. O tiroteio ocorreu em al-Qassim, a 350 km ao norte da capital, informou a TV estatal do reino, citando um comunicado do ministério. Segundo o comunicado, a polícia invadiu uma fazenda em busca de ?homens procurados?. Seis desses homens foram mortos e um ficou ferido. Dois policiais também morreram e oito sofreram ferimentos. O informe diz que a polícia cercou a fazenda e primeiro colocou mulheres e crianças em segurança. Pediu para os homens se entregarem mas eles se recusaram, dando início ao tiroterio. Quatro pessoas foram presas por dar abrigo aos supostos terroristas, acrescentou o comunicado. A Arábia Saudita tem intensificado as buscas por terroristas desde que uma série de atentados suicidas com explosivos deixaram 25 estrangeiros e 9 atacantes mortos em 12 de maio. As operações policiais também respondem a um pedido dos EUA para que a Arábia Saudita intensificasse suas ações para deter militantes islâmicos desde os ataques de 11 de setembro de 2001 em Nova York e Washington. Nesses atentados com aviões seqüestrados, 15 dos 19 seqüestradores eram sauditas. Na semana passada, o governo de Riad anunciou a prisão de 16 suspeitos de terem vínculos com a Al-Qaeda, a rede terrorista liderada pelo saudita Osama bin Laden.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.