Busca por avião da Malaysia Airlines é retomada

As buscas pela aeronave do voo 370 da Malaysia Airlines, desaparecida desde 8 de março, foram retomadas no início desta segunda-feira (horário local), no Oceano Índico. As buscas estavam suspensas há quatro meses para que equipes pudessem mapear 60.000 km² de solo oceânico na região, cerca de 1.800 quilômetros a oeste da costa da Austrália.

Estadão Conteúdo

05 de outubro de 2014 | 23h40

A área das buscas fica na região do Sétimo Arco, onde os investigadores acreditam que a aeronave ficou sem combustível e caiu. Oficiais analisaram as transmissões do voo para um satélite para estimar a região onde o avião pode ter atingido a água. Três navios vão passar cerca de um ano buscando por destroços e as equipes vão usar sonares, câmeras de vídeo e sensores de combustível de aviação para fazer varreduras em águas profundas.

"Estamos confiantes na nossa análise e acreditamos que a aeronave está próxima ao Sétimo Arco", disse o comissário chefe do Escritório de Segurança dos Transportes da Austrália, Martin Dolan, órgão responsável pelas buscas. O Boeing 777 desapareceu por razões desconhecidas há mais de seis meses, durante um voo de Kuala Lumpur para Pequim, com 239 pessoas a bordo. Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.