Bush acusa Kerry de pôr os EUA em perigo

O presidente dos EUA, George W. Bush, acusa seu rival na disputa eleitoral, John Kerry, de "os liberais do Congresso" de "pôr nossa proteção em perigo". O ataque a Kerry é feito num novo anúncio de campanha. O anúncio se segue a uma entrevista na qual Bush prometeu que não permitirá que o Irã desenvolva armas nucleares."Força constrói a paz. Fraqueza convida aqueles que querem nos prejudicar", diz a propaganda, que acusa ainda o candidato do Partido Democrata de "recusar apoio a nossas tropas em combate" e de tentar cortar o orçamento militar e de espionagem após os ataques de 11 de setembro de 2001.Bush e Kerry vão debater política externa na Universidade de Miami nesta quinta-feira. Ambos passam o dia de hoje preparando-se para o encontro.Reagindo ao anúncio, a campanha de Kerry acusou Bush de "usar a política do medo" para esconder "os erros do presidente no Iraque. "Eles não querem que o povo saiba que o presidente Bush não tem um plano para o Iraque, ou que seus erros tornaram mais difícil travar a guerra ao terror".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.