Bush afirma que a comunidade internacional responderá a Pyongyang

O presidente dos Estados Unidos, GeorgeW. Bush, afirmou nesta segunda-feira que "a comunidade internacional responderá" àameaça representada pelo teste nuclear realizado pela Coréia doNorte. Em declaração pública na Casa Branca, o presidente americanoressaltou que o passo dado pela Coréia do Norte é "uma ameaça para apaz internacional e a segurança". Por isso, destacou Bush, "merece uma resposta imediata" doConselho de Segurança da ONU, que é o organismo competente para aeventual imposição de sanções ao regime norte-coreano. O presidente disse que tinha falado com seus parceiros noprocesso de negociações de seis lados sobre o desarmamento nuclearde Pyongyang, do qual participam, além de EUA e Coréia do Norte,Japão, China, Rússia e Coréia do Sul, e que todos coincidem em que aatitude norte-coreana é "inaceitável". Bush disse que tinha falado por telefone com os líderes de Coréiado Sul, China, Rússia e Japão, para reafirmar a posição comum contraas ambições nucleares da Coréia do Norte. "Mais uma vez, a Coréia do Norte desafiou a vontade da comunidadeinternacional, e a comunidade internacional responderá", ressaltou. À espera de que se confirme exatamente qual foi o movimentoefetuado pelo regime norte-coreano, Bush deixou claro que o simplesfato de as autoridades norte-coreanas terem anunciado a conclusão deum teste atômico "constitui uma ameaça" para a estabilidade e asegurança internacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.