Bush autorizou CIA a torturar detidos suspeitos

Relatórios classificam afogamentos apenas como ''métodos coercitivos''

WP E EFE, O Estadao de S.Paulo

16 de outubro de 2008 | 00h00

O governo do presidente George W. Bush recomendou, por escrito, que a CIA, agência americana de inteligência, usasse métodos de tortura em interrogatórios contra militantes capturados na chamada guerra ao terror. A informação, revelada ontem pelo jornal Washington Post, tem como base documentos emitidos pela Casa Branca em 2003 e 2004, que autorizam agentes da CIA a simular o afogamento de prisioneiros em bacias d?água.A reportagem informa que os advogados do Departamento de Justiça, desde 2002, já tinham dado o sinal verde para os métodos de interrogatório da CIA, mas a cúpula da agência preocupava-se com o fato de a Casa Branca jamais ter dado uma ordem por escrito a esse respeito.CRÍTICASO presidente da Comissão de Inteligência do Senado, o democrata Jay Rockefeller, acusou o governo Bush de retardar a divulgação dos documentos que provam o aval do presidente aos métodos de tortura. "Se há documentos da Casa Branca que aprovam o uso de métodos coercitivos, como o afogamento, esses documentos devem ser trazidos ao conhecimento da comissão."As primeiras informações sobre o uso de tortura em interrogatórios surgiram há seis anos. Desde então, o governo americano defende o afogamento como "método coercitivo". Ele é permitido "desde que não cause danos físicos ou psicológicos definitivos".ONGs de defesa dos direitos humanos contestam a definição de tortura adotada pelos EUA. Eles citam documentos internacionais que definem a tortura sem vinculá-la à persistência das seqüelas sobre as vítimas.Como a Casa Branca negou-se a comentar a publicação de documentos reservados, coube ao senador republicano Kit Bond sair em defesa do governo. "Espero que meus colegas resistam à tentação de politizar ainda mais esse tema", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.