Bush, Blair e Aznar buscarão resolução consensual

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, e os líderes da Grã-Bretanha e da Espanha buscarão uma resolução consensual para o Iraque, que possa ser aceita pela maioria dos membros do Conselho de Segurança das Nações Unidas. O porta-voz da Casa Branca, Ari Fleischer, disse não haver garantia de que os três líderes conseguirão concordar sobre a linguagem da nova resolução. Bush se reunirá com Tony Blair, primeiro-ministro britânico, e José Maria Aznar, primeiro-ministro espanhol, no domingo, no Arquipélago dos Açores, para "discutir a importância da busca de qualquer possibilidade de solução diplomática, para trabalhar visando a aprovação de uma resolução pelo Conselho de Segurança e realizar mais uma vez um esforço diplomático".Fleischer afirmou repetidas vezes que a reunião de domingo será o ?último esforço" para um acordo diplomático, o qual deve pressionar Saddam Hussein o suficiente para que saia do Iraque. Fleischer afirmou que os três líderes mantiveram intensas conversas telefônicas com outros membros do Conselho de Segurança das Nações Unidas e o encontro é uma tentantiva de sintetizar as sugestões ouvidas. PortugalO primeiro-ministro de Portugal, José Manuel Durão Barroso, estará presente ao encontro sobre o Iraque que ocorrerá domingo no arquipélago dos Açores entre os líderes da Grã-Bretanha e Espanha e o presidente norte-americano George W. Bush, segundo fontes do governo português. Ele assistirá ao encontro como convidado e não participante.O porta-voz da Casa Branca disse não haver razão para convidar outros países, como a França, para a reunião, porque não aceitarão qualquer resolução.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.