Bush completa 73 dias de dores de cabeça

Desde que George Bush assumiu o poder, em 20 de janeiro, os EUA têm causado - direta ou indiretamente ? muita irritação em várias partes do mundo. Só nos últimos quatro dias foram três - dois deles no Japão. Ontem, durante um treinamento, ao norte do arquipélago, um caça americano F-16 caiu no mar, 20 quilômetros a nordeste da base da Força Aérea dos EUA em Misawa. O piloto conseguiu ejetar seu assento e foi salvo por um navio japonês. Horas antes, o submarino nuclear USS Chicago havia atracado por 25 minutos no porto de Sasebo, perto de Nagasaki, sem avisar as autoridades japonesas - como estabelece um acordo bilateral de 1964.Com o governo chinês a situação é mais tensa. No domingo, um caça se chocou no ar com um avião de vigilância eletrônica americano sobre o Mar do Sul da China. O EP-3 teve de fazer um pouso forçado em Hainan, onde continua retido, com seus seus 24 tripulantes.Há duas semanas, a crise foi com a Rússia. Os EUA anunciaram a expulsão de 50 diplomatas russos argumentando que eles faziam espionagem no país. As expulsões se seguiram à prisão, em fevereiro, do ex-agente de contra-inteligência do FBI Robert Hanssen - acusado de passar informações para os russos durante vários anos.Em março, o submarino nuclear USS Greeneville abalroou o pesqueiro japonês Ehime Maru na baía de Honolulu, deixando 9 mortos. O acidente, provocado pela desatenção do comandante, que queria demonstrar a convidados uma manobra de emersão, provocou protestos na ilha.Leia Também:Melhor do que a encomendaChineses já espionaram o espiãoChina exige desculpas e Bush faz advertênciaMais um submarino dos EUA cria caso no JapãoCaças chineses tinham equipamento americano

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.