Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Bush dá apoio "enérgico" a emenda contra casamento gay

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, manifestou nesta segunda-feira seu apoio "enérgico" a uma emenda constitucional que tenta proibir o casamento entre homossexuais.Em uma breve intervenção no edifício Eisenhower da Casa Branca diante de representantes de grupos religiosos e conservadores partidários da emenda, Bush afirmou que está "orgulhoso" de estar do lado dos que apóiam a mudança na Constituição.O Senado começou nesta segunda-feira o debate sobre essa emenda, embora seus próprios partidários reconheçam que não contam com os dois terços da câmara (66 votos) necessários para que a proposta siga adiante. Em 2004, uma iniciativa similar foi rejeitada pelo Congresso.Ainda assim, Bush deu seu apoio à iniciativa, que conta com o respaldo da ala religiosa e conservadora de seu partido. "A melhor forma de resolver este tema é com uma emenda constitucional, que eu apoio energicamente", disse."A união de um homem e uma mulher em um casamento é a maisduradoura e importante instituição humana", destacou. "Como as famílias passam os valores e formam o caráter, o casamento também é essencial para a saúde da sociedade", ressaltou. "Mudar a definição do casamento abalaria a estrutura familiar", disse o presidente.Bush afirmou que existe um "consenso amplo" no país quanto à proibição do casamento entre homossexuais, mas esta opinião generalizada, segundo ele, está sendo minada por juízes com sua própria agenda ideológica. Por isso, a única solução é a emenda constitucional, sustentou. Os democratas, que se opõem de forma quase unânime à emenda, acusam os republicanos conservadores de resgatarem o tema por motivos eleitorais, pois em novembro acontecerão as eleições Legislativas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.