Bush defende exclusão de críticos da guerra de contratos

O presidente dos EUA, George W. Bush, defendeu a decisão de excluir os países que não apoiaram a guerra no Iraque das licitações para contratos de reconstrução do país árabe. Em reunião de ministério, Bush disse que a guerra foi feita com dinheiro de contribuintes americanos e sacrifício de soldados de países aliados aliados, e que portanto esses dois grupos merecem prioridade.?O que quero dizer é, quando se trata do gasto do dinheiro aportado pelos contribuintes americanos... o povo americano, os contribuintes entendem que tem sentido que os países cujos soldados arriscaram suas vidas participem dos contratos para a reconstrução do Iraque?, disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.