Bush deve pedir ao Congresso US$ 80 bilhões para a guerra

A Casa Branca calcula que, no momento, necessitará de cerca de US$ 80 bilhões para fazer frente aos custos da guerra - na primeira estimativa da administração do presidente George W. Bush. O presidente deve encaminhar nesta segunda-feira formalmente ao Congresso o pedido de recursos. Ele se reunirá com os líderes do Legislativo para expor os últimos acontecimentos no Iraque e os planos imediatos do governo, tanto do ponto de vista bélico como no que se refere à reconstrução do Iraque.Até agora, a Casa Branca vinha mantendo reserva em torno dos gastos previstos no conflito, atitude que provocou críticas de vários congressistas democratas que inicialmente se manifestaram contra a intervenção militar. A cifra de US$ 80 bilhões, indicada por fontes na Casa Branca, é considerada conservadora e teria sido fechada nas reuniões de Bush, no fim de semana, com seu conselho de guerra.Do total, US$ 60 bilhões seriam para a cobrir os gastos com combates e os primeiros meses de reconstrução. O restante se destina a outros países da região, como Israel, Egito e Jordânia, à ajuda humanitária e ao recém-criado Departamento de Segurança Interna, voltado para a luta antiterrorismo. Israel solicitou ajuda de US$ 4 bilhões para recuperar-se da recessão econômica, mas aparentemente deve receber entre US$ 1 bilhão e US$ 2 bilhões, além de garantias para empréstimos. A Jordânia obteria US$ 1 bilhão.A apresentação do pedido ao Congresso ocorre num momento difícil para a economia norte-americana. O déficit federal alcançou em fevereiro o recorde mensal de US$ 93,6 bilhões e a Casa Branca prevê encerrar o ano fiscal, em 30 de setembro, com um déficit recorde de US$ 304 bilhões.Mas os analistas da economia avaliam que o rombo será ainda maior. Na primeira Guerra do Golfo (1991), a maior parte da fatura foi paga por países aliados de Washington que não enviaram tropas por proibição legal (como Alemanha e Japão) ou estavam diretamente interessados na derrota iraquiana (como a Arábia Saudita). O custo desse conflito, atualizado para valores de hoje, foi de US$ 80 bilhões. Os EUA conseguiram reaver US$ 73 bilhões em dinheiro ou outras contribuições, como petróleo. Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.