Bush diz obter progresso com a China

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, acredita que está obtendo progressos com os chineses na questão do avião de vigilância do exército norte-americano e de sua tripulação detidos na China desde domingo, após acidente com um caça chinês. "Foi outra noite de contínua e intensa diplomacia. Diante dos eventos, o presidente acredita que estamos obtendo progressos", disse Ari Fleischer, porta-voz da Casa Branca. Fleischer confirmou que um diplomata norte-americano encontrou-se pela segunda vez com a tripulação. Segundo o diplomata, todos demonstraram estar de bom humor. Fleischer rejeitou o pedido feito ontem pelo presidente chinês, durante sua visita ao Chile, para que os EUA peçam perdão pelo ocorrido. O porta-voz não confirmou um terceiro encontro entre diplomatas norte-americanos e a tripulação que, segundo especula-se, ocorreria amanhã. Fleischer não confirmou também se os EUA e a China estariam discutindo a criação de uma comissão conjunta para investigar a colisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.