Bush diz que ataques no Iraque revelam "desespero"

O presidente dos EUA, George W. Bush, disse que o progresso americano no Iraque deixou a resistência ?desesperada? e levou a ataques como o atentado contra o quartel-general da Cruz Vermelha em Bagdá e a três delegacias de polícia na mesma cidade. Os atentados causaram cerca de 40 mortes.?Quanto mais progresso fazemos, quanto mais livres se tornam os iraquianos, quanto mais empregos se tornam disponíveis, quanto mais eletricidade ... mais desesperados ficam esses assassinos?, disse o presidente.Autoridades do Departamento de Defesa disseram acreditar que forças leais ao ditador derrubado Saddam Hussein são os prováveis culpados dos ataques, e descreveram os últimos dois dias como ?picos? - um aumento súbito da violência que revela alguma coordenação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.