Bush diz que investigará informações que levaram à guerra

O presidente George W. Bush disse que vai ordenar uma investigação independente sobre os erros de informação e espionagem no Iraque, mas que antes consultará o ex-chefe de inspeção de armas David Kay. O presidente segue defendendo sua decisão de ir à guerra com base em dados que, segundo Kay, mostraram-se errados. O especialista diz que o Iraque não possuía armas de destruição em massa.A Casa Branca havia descartado uma investigação independente na semana passada, após depoimento de Kay no Congresso, mas Bush agora tenta aquietar as críticas que vêm tanto da oposição democrata quanto de seu próprio partido, o Republicano, em pleno ano eleitoral.?Eu quero todos os fatos. Sabemos que Saddam Hussein tinha a intenção e a capacidade de causar grandes danos e sabemos que ele era um perigo... Ele chacinou milhares de pessoas?, disse o presidente. Kay disse ao Congresso que ?acontece que nós estávamos todos errados, provavelmente?, no que dizia respeito à ameaça iraquiana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.