Bush e Blair conversam sobre a guerra durante meia hora

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, reuniu-se neste sábado com seu conselho de guerra na casa de campo de Camp David, no vizinho Estado de Maryland - onde está passando o fim de semana. Depois, Bush conversou por telefone, por cerca de 30 minutos, com o primeiro-ministro britânico, Tony Blair. Segundo um comunicado da Casa Branca, os dois líderes falaram sobre o desenrolar da guerra e a assistência humanitária ao povo iraquiano.Em seu pronunciamento radiofônico transmitido aos sábados, Bush enfatizou que a guerra é "justa" e, quando acabar os EUA cumprirão seu compromisso de reconstrução do Iraque. "O quer quer que seja que isso nos exija, levaremos a cabo os nossos deveres", disse. "Ajudar os iraquianos a alcançar um país unido, estável e livre exigirá de nós um compromisso sustentado", acrescentou. A reunião do conselho de guerra contou com a presença dos secretários de Estado, Colin Powell, e da Defesa, Donald Rumsfeld, do vice-presidente, Dick Cheney, da conselheira de Segurança Nacional da Casa Branca, Condoleezza Rice, e do diretor da CIA, George Tenet. Também participou da reunião o comandante do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, general Richard Myers.Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.