Bush é mais perigoso que Kim Jong-il e Ahmadinejad

Os britânicos consideram que o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, é mais perigoso para o mundo que o líder norte-coreano, Kim Jong-il, e o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, mostra uma pesquisa publicada nesta sexta-feira no jornal The Guardian. A enquete faz parte de uma consulta internacional encomendada pelo jornal britânico e pelo Ha´aretz (Israel), La Presse e Toronto Star (ambos do Canadá) e Reforma, do México. No caso do Reino Unido, país tradicionalmente aliado aos EUA, 75% dos entrevistados acreditam que Bush é um perigo para a paz mundial, maior até que Kim Jong-il (69%), que o líder do Hezbollah, Hassan Nasrallah (65%), e que Ahmadinejad (62%), afirma o The Guardian. Bush é superado apenas pelo líder da rede terrorista Al Qaeda, Osama bin Laden, que é considerado por 87% como o mais perigoso de todos. No Reino Unido, 69% acreditam que a política externa dos EUA transformou o mundo em um lugar menos seguro desde 2001 - ano dos atentados contra o país -, enquanto 62% acham o mesmo no Canadá; 52%, no México, e 36%, em Israel. Em território britânico, 71% consideram agora que a invasão do Iraque não foi justificada, opinião compartilhada por 89% dos mexicanos e 73% dos canadenses. Em Israel, apenas 34% compartilharam da mesma opinião. A pesquisa foi realizada antes de os eleitores dos EUA irem às urnas nas eleições legislativas que acontecerão na semana que vem. A enquete, elaborada pela empresa ICM, foi feita com a entrevista por telefone de 1.010 adultos de todo o Reino Unido entre os dias 27 e 30 de outubro. No Canadá, foram entrevistadas 1.007 pessoas, em Israel, 1.078, e no México, 1.010.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.