Bush e Putin comemoram assinatura de acordo comercial

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, e seu colega russo, Vladimir Putin, comemoraram neste domingo a assinatura de um acordo no qual os EUA dão sinal verde para a entrada da Rússia na Organização Mundial do Comércio.Ambos os governantes, que se reuniram neste domingo em Hanói após oencerramento da cúpula do Fórum de Cooperação Econômica ÁsiaPacífico (Apec) do qual ambos participaram, abordaram a assinaturado acordo e os programas nucleares da Coréia do Norte e do Irã.Em declarações à imprensa, a segunda em menos de uma semana, Bushafirmou que se trata de "um bom acordo para os EUA e um acordoigualmente importante para a Rússia e para a comunidade comercialInternacional".Putin assegurou que o pacto "não seria possível sem vontadepolítica, expressada pelo presidente dos EUA"."Estou de acordo com o senhor, George, que isto estabelececondições muito favoráveis para que solucionemos de maneira conjunta os problemas que desestabilizam as relações internacionais", acrescentou Putin.O acordo foi assinado pela representante de Comércio Exterior dosEUA, Susan Schwab, e o ministro russo de Desenvolvimento Econômico e Comércio, Herman Gref.O acordo bilateral permite que as exportações russas possam serbeneficiadas com tarifas desfrutadas pelos produtos dos membros daOMC, e ao mesmo tempo obriga a Rússia a seguir regras comerciaisestabelecidas pelo organismo multilateral.Para que entre em vigor, o pacto tem que ser ratificado peloCongresso americano, que para isso deverá suprimir uma série derestrições comerciais que afetam a Rússia, como a emendaJackson-Vanik, dos tempos da extinta URSS.Após a reunião bilateral, Bush viajou a Ho Chi Minh, a antigaSaigon, de onde se desloca nesta segunda-feira à Indonésia para se reunir como presidente Susilo Yudhoyono, na última etapa de uma viagem pelo sudeste asiático na qual também visitou Cingapura.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.