"Bush é um cretino", diz viúva de piloto chinês

A viúva do piloto de caça chinês que está desaparecido e provavelmente morto após a colisão com um avião de espionagem dos Estados Unidos escreveu em uma carta que o presidente George W. Bush é um "cretino", por difamar seu marido. "Em 1º de abril, o caça que meu marido pilotava foi atingido por um avião de espionagem de seu país e caiu no mar. Meu marido está desaparecido desde que pulou de pára-quedas", diz a carta escrita por Ruan Quoqin e divulgada pela agência de notícias Nova China. Ruan rechaçou as acusações feitas por Washington há alguns dias, segundo as quais o piloto chinês Wang Wei foi o responsável pela tragédia devido a seu comportamento. "Mas o que mais me entristece é a indiferença, sua e de seu governo, pela vida de meu marido, um homem a serviço de seu país, que cumpria seu dever no interior da zona exclusiva de soberania chinesa", diz a mulher na carta. "Deste modo, você demonstra ser um grande cretino, tentando escapar de suas responsabilidades, difamando meu esposo. São esses os direitos humanos dos quais você fala todos os dias? Se é assim, onde está a justiça em suas palavras?", questiona Ruan. A mulher sublinha que escreve a carta na cama de um hospital, pois foi internada em estado de choque após a morte de Wang.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.