Bush elogia resolução da ONU sobre cessar-fogo no Líbano

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, elogiou neste sábado a resolução aprovada pelas Nações Unidas para interromper o conflito no Líbano e pediu à comunidadeinternacional que trabalhe por uma paz duradoura na região."Os EUA e seus aliados trabalharam fortemente desde o começo do conflito para criar as condições de um cessar-fogo durável e para evitar que milícias armadas e grupos terroristas patrocinados por estrangeiros, como o Hezbollah, provoquem outra crise", disse Bush emseu rancho em Crawford, no Texas.Na sexta-feira, o Conselho de Segurança da ONU aprovou uma resolução que, para o presidente americano, tem o objetivo de acabar com "os ataques do Hezbollah em Israel e frear a ofensiva militar israelense"."A perda de vidas inocentes tanto no Líbano como em Israel foi uma grande tragédia. O Hezbollah e seus patrocinadores iranianos e sírios provocaram uma guerra indesejada pelos povos do Líbano e de Israel, e milhões sofreram em conseqüência disso", acrescentou."Agora, peço à comunidade internacional que transforme suas palavras em ação e faça os esforços possíveis para estabelecer uma paz duradoura na região", destacou Bush.A resolução aprovada pelo Conselho de Segurança pede umcessar-fogo e o posicionamento das forças libanesas no sul do país - junto com uma força internacional -, paralelamente à retirada das tropas israelenses do Líbano.Bush também destacou que a resolução determina um embargo ao fornecimento de armas às milícias libanesas, assim como o desarmamento do Hezbollah e de outros grupos armados que operam no país.Segundo o presidente americano, "estas medidas foram pensadas para impedir que o Hezbollah atue como um Estado dentro de um Estado e para pôr fim aos esforços do Irã e da Síria" de impor uma agenda extremista no Líbano, o que, por sua vez, ajudará a restabelecer a soberania do governo libanês.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.