Bush elogia tropas e vai para refúgio de Camp David

O primeiro fim de semana de guerra do presidente George W. Bush vai ser passado em seu refúgio nas montanhas, Camp David, onde ele se reuniu com o ministério após declarar que as tropas americanas fazem progressos no Iraque. Pouco depois de o ataque aéreo maciço ao Iraque ter começado, o presidente deixou a Casa Branca a bordo do helicóptero Marine One com sua mulher, Laura, e uma das filhas, Barbara.Antes, ele havia dito a líderes no Congresso que a guerra vai bem. ?Estamos fazendo progresso?, disse, no Salão Oval. ?Vamos continuar na tarefa até que tenhamos atingido nosso objetivo, que é livrar o Iraque das armas de destruição em massa e libertar o povo iraquiano, para que possa viver numa sociedade que seja esperançosa, democrática e em paz com seus vizinhos?.Bush, comandante-em-chefe dos 250.000 soldados americanos no Golfo, disse: ?Todos nós envolvidos aqui em Washington estamos extremamente orgulhosos da habilidade e bravura de nossos jovens americanos, que estão dispostos a fazer sacrifícios por algo maior que eles mesmos?. O presidente agradeceu aos parlamentares dos partidos Democrata e Republicano pelo apoio às tropas. Então, saiu para Camp David sob um aparato de segurança maior que o habitual.As instalações da Camp David, a 100 km da Casa Branca, é administrada pelos fuzileiros navais e estão equipadas com avançados sistemas de comunicação, permitindo ao presidente acompanhar a guerra e outros assuntos mundiais.A Casa Branca explicou que Bush está seguindo um precedente estabelecido por seu pai, na Guerra do Golfo anterior. O primeiro presidente Bush também passou o primeiro final de semana do conflito longe da Casa Branca, disseram autoridades.Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.