Bush enganou a todos sobre armas do Iraque, diz democrata

Um presidenciável do Partido Democrata atacou o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, por ter ?exagerado? o perigo representado pelo Iraque nas semanas que antecederam a ofensiva.John Kerry, um dos principais pré-candidatos democratas à Casa Branca, que foi a favor do conflito, disse que Bush ?enganou a todos?. Ele afirmou que o Congresso vai investigar a fundo se o governo manipulou informações sobre armas de destruição em massa iraquianas.A principal explicação dada pelas autoridades em Washington para justificar a guerra contra o Iraque foi que o país estava escondendo armas de destruição em massa, mas, até agora, nenhum arsenal foi lá encontrado.O subsecretário de Defesa americano Douglas Feith afirmou à BBC que as armas de destruição em massa iraquianas serão encontradas. Segundo ele, o fato de que ainda não foram encontrados indícios significativos não significa que a guerra foi injusta.ColaboraçãoO secretário de Defesa dos Estados Unidos, Donald Rumsfeld, disse que alguns membros capturados do antigo regime iraquiano podem receber diminuições em suas penas, caso concordem em dar informações sobre o paradeiro de outros procurados.A possibilidade havia sido cogitada por deputados britânicos, que sugeriram a adoção da medida para determinar o paradeiro do ex-líder iraquiano Saddam Hussein, de seus filhos e de armas de destruição em massa.?Nós pensamos bastante sobre isso, e é uma proposta perfeitamente razoável?, disse Rumsfeld, revelando que advogados ligados ao governo americano estão analisando a possibilidade.Nesta quarta-feira, as forças dos Estados Unidos anunciaram a captura de mais um membro do antigo regime no Iraque. Abid Hamid Mahmud Al-Tikriti era secretário de Saddam Hussein e o número quatro da lista de 55 procurados divulgada pelos americanos. As informações são do site da BBC em português. Para ler o noticiário da BBC, que é parceira do estadao.com.br, clique aqui.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.