Bush enviará Rice para mediar crise na Geórgia

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, declarou-se hoje preocupado com a possibilidade de a Rússia ter violado o cessar-fogo com a Geórgia, mediado pela União Européia (UE), e anunciou o envio da secretária norte-americana de Estado, Condoleezza Rice, primeiro a Paris e depois a Tbilisi para tentar solucionar a crise. Ele advertiu que o Kremlin está colocando em risco suas relações com os EUA e Europa.Bush falou nos jardins da Casa Branca depois de uma reunião com seu conselho de segurança nacional. Ele disse esperar que todas as forças russas retirem-se da Geórgia e que Moscou honre a trégua. "Esperamos que a Rússia cumpra seu compromisso de cessar todas as atividades militares na Geórgia", disse.O presidente americano também manifestou apoio aos esforços diplomáticos franceses e pediu que a Rússia permita aos EUA e outros países a entrega de ajuda humanitária aos georgianos. Segundo Bush, Condoleezza vai se reunir com o presidente da França, Nicolas Sarkozy, em Paris, e posteriormente com o presidente da Geórgia, Mikhail Saakashvili, na capital do país, Tbilisi.Bush disse também que o secretário da Defesa, Robert Gates, liderará os esforços norte-americanos para fornecer ajuda humanitária e medicamentos para a Geórgia. Aviões norte-americanos estão a caminho para entregar a ajuda e navios da Marinha vão partir em breve transportando suprimentos, disse Bush."Os Estados Unidos apóiam o governo democraticamente eleito da Geórgia e insistem em que a soberania e integridade territorial do país sejam respeitadas", afirmou Bush.Mais cedo, numa entrevista à emissora de televisão americana CNN, Saakashvili queixou-se que os EUA usaram uma linguagem "suave demais" com a Rússia. "Algumas das primeiras manifestações de Washington foram percebidas pelos russos quase como um sinal verde porque a linguagem foi suave demais. Os russos não entendem esse tipo de linguajar suave", queixou-se o líder georgiano. As informações são da agência Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.