Bush evita criticar Obama em evento no Canadá

O ex-presidente americano George W. Bush evitou criticar Barack Obama em um evento do qual participou no Canadá e anunciou planos de escrever um livro com as 12 decisões mais difíceis que tomou durante os oito anos em que governou o país. Ao contrário do ex-vice-presidente americano Dick Cheney, segundo o qual as decisões de Obama colocam em risco a segurança dos Estados Unidos, Bush preferiu não criticar o atual governo em seu primeiro discurso desde que deixou a Casa Branca, em janeiro. "Não vou perder meu tempo criticando ele. A arena já está repleta de críticas", disse Bush ontem em Calgary, Canadá. "Obama merece o meu silêncio."

AE-AP, Agencia Estado

18 de março de 2009 | 12h00

O evento, chamado "Conversa com George W. Bush", atraiu perto de 2 mil convidados que pagaram US$ 3.100 por mesa. Cerca de 200 pessoas protestaram contra o evento, quatro das quais foram detidas. Alguns manifestantes atiraram sapatos em um boneco caracterizado como Bush. O ex-presidente desejou ainda sucesso a Obama e disse considerar importante que ele tenha esse apoio. "Amo meu país mais do que amo a política", disse Bush. "Acho essencial que ele tenha ajuda."

Tudo o que sabemos sobre:
BushCanadáObama

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.