Bush fala em avanços lentos no Iraque

Depois de se reunirem na noite de ontem e na manhã de hoje na residência de verão da Presidência dos Estados Unidos, em Camp David, o presidente George W. Bush e o primeiro-ministro britânico Tony Blair não tinham nada de novo a dizer em seu pronunciamento conjunto à imprensa, feito a partir das 13 horas (de Brasília; 11 horas da manhã). Eles falaram no mesmo tom: não há pressa ? essa foi a mensagem. ?Não importa quanto tempo levará?, disse Bush, que usou a expressão ?avanços lentos? das forças militares, depois de muitas declarações sobre avanço rápido. Segundo ele, as forças anglo-americanas avançam ?dia a dia, lenta, mas seguramente?, no Iraque. Blair secundou: ?Guerra não é definida pelo prazo, mas pela tarefa a cumprir?.Ele não anunciou mudança de planos militares, mas assegurou que o governo de Saddam Hussein será derrotado e, depois disso, o novo governo iraquiano não será imposto por estrangeiros. Bush disse também que pediu à ONU a retomada imediata do programa ?petróleo por comida? no Iraque. Blair prometeu que ?Saddam Hussein e seu regime odioso serão derrotados´´. ?O Iraque será despojado de armas de destruição em massa e o povo iraquiano será liberado?, disse Blair. E afirmou que o presidente Bush está pedindo novas resoluções à ONU para a autorização de envio de ajuda humanitária, o estabelecimento de um governo pós-guerra e a inviolabilidade das fronteiras do país. Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.