Bush fará mudanças para "renovar" equipe de governo

Em sinal de uma possível mudança entre os principais conselheiros do presidente Bush, o novo chefe de gabinete da Casa Branca, Joshua Bolten, disse a altos assistentes presidenciais que espera mudanças para "renovar e re-energizar" a equipe. Ele convidou quem estivesse pensando em sair antes do fim do ano, que o fizesse agora. Segundo um porta-voz da Casa Branca, Joshua Bolten assumiu na sexta-feira e não pediu a demissão de ninguém durante seu primeiro dia de trabalho. Ninguém se ofereceu para sair, ele acrescentou. Bush concedeu a Bolten total autoridade para fazer mudanças na equipe, que teve uma baixa taxa de rotatividade de assistentes. Os funcionários geralmente trabalham com ele durante anos. Bolten já realizou reuniões privadas com alguns dos conselheiros do alto escalão e planeja novos encontros nos próximos dias, informou o porta-voz da Casa Branca Scott McClellan. Segundo ele, o novo chefe de gabinete disse aos funcionários que espera "algumas mudanças e ajustes". McCellan citou Bolten, que teria dito que estava assumindo esse cargo em uma época difícil por causa da campanha mundial contra o terror. Bolten é o segundo chefe de equipe de Bush. Seu antecessor, Andy Card, um antigo aliado do presidente, esteve no cargo por mais de cinco anos, mais que qualquer outro na função. Card pediu demissão em meio a pressões do Congresso, uma histórica queda na popularidade de Bush e os pedidos de republicanos e democratas de uma perspectiva renovada. Bolten serviu como o diretor orçamentário do presidente e em breve anunciará o substituto para seu cargo, disse McClellan. O cargo de conselheiro de políticas internas na Casa Branca também está em aberto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.