Bush firma acordo no setor nuclear com Índia

O presidente George W. Bush assina hoje uma lei que reverte uma política de três décadas dos Estados Unidos para realizar vendas no setor nuclear à Índia. O acordo prevê a cooperação entre os países no setor nuclear apenas para fins civis. A administração Bush argumenta que o tratado solidificará as relações com um país democrático e responsável que cresce em importância. Os oponentes afirmam que o acordo pode causar uma corrida armamentista no sul da Ásia.O Departamento de Estado informou que a secretária de Estado, Condoleezza Rice, e o ministro indiano de Relações Exteriores, Pranab Mukherjee, firmarão o acordo de cooperação bilateral na segunda-feira. O texto permitirá que norte-americanos vendam combustível nuclear, tecnologia e reatores à Índia. Em troca, o país asiático oferece salvaguardas e permitirá inspeções a suas instalações nucleares civis - porém não nas militares.Na semana passada, parlamentares dos EUA aprovaram o pacto. A Índia construiu sua bomba atômica fora do Tratado de Não-Proliferação Nuclear (TNP). A Índia enfrenta uma proibição de comércio no setor nuclear desde a realização de seu primeiro teste atômico, em 1974. O acordo também enfrenta críticas na própria Índia. Para estes, o país será cerceado em seu direito de realizar novos testes de bombas atômicas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.