Bush lamenta perdas mas diz que os EUA ?nunca fugirão?

Um dia depois do ataque ao helicóptero, que matou 16 soldados americanos, no Iraque, o presidente George W. Bush disse hoje que os guerrilheiros estão tentando expulsar as forças de coalizão do país mas que ?os Estados Unidos nunca fugirão?. Embora não tenha mencionado os mortos de domingo, enquanto falava a um grupo de pequenos empresários e líderes comunitários, numa fábrica do Alabama, Bush referiu-se às perdas americanas e disse: ?Alguns dos melhores caíram em combate pelos nossos compatriotas americanos?.?Lamentamos cada perda?, o presidente disse. ?Homenageamos todos os nomes. Nos enlutamos com cada família. E sempre seremos gratos por que a liberdade encontrou defensores tão corajosos.??O inimigo, no Iraque, acredita que a América fugirá?, Bush continuou. ?É por isso que querem matar civis inocentes, equipes de resgate, tropas de coalizão. Mas a América nunca fugirá.?O senador democrata Joseph Biden, da Comissão de Relações Exteriores, também acha que os EUA não podem sair sem terminar seu trabalho no Iraque. No programa da TV CBS, The Early Show, hoje, ele advertiu:?Se perdermos a chance da paz no Iraque, toda esta parte do mundo se tornará um caos. Teremos o Irã tornando-se uma força poderosa rodeada por dois estados falidos, Afeganistão e Irã.?Biden, entretanto, criticou o esforço de guerra do governo Bush por sua falta de ?senso de urgência? em assegurar a paz e disse que são necessárias mais tropas para a missão.Os Estados Unidos, segundo ele, precisam atrair a Otan, atrair outros povos para a missão e abrir mão de alguma autoridade. ?Agimos como se o Iraque fosse um prêmio que ganhamos.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.