Bush, Musharraf e Ahmadinejad são os líderes menos confiáveis

O presidente dos Estados Unidos,George W. Bush, ficou somente um pouco acima dos dirigentes doPaquistão e do Irã na lista dos líderes menos confiáveis domundo, mostrou uma pesquisa divulgada na segunda-feira. A enquete, realizada pela WorldPublicOpinion.org em 20países, descobriu que nenhum líder nacional traz grandeconfiança fora dos seus próprios países. Mas Bush, Pervez Musharraf (presidente do Paquistão) eMahmoud Ahmadinejad (presidente do Irã) ficaram nos últimoslugares, disse a pesquisa. Apenas 23 por cento das pessoas de fora dos EUA tinham"muita ou alguma confiança" em Bush, contra 22 por cento paraAhmadinejad e 18 por cento para Musharraf. Os líderes de outros países saíram-se um pouco melhor. Apenas 26 por cento disseram ter confiança no presidente daFrança, Nicolas Sarkozy, 28 por cento, no presidente da China,Hu Jintao, 30 por cento, no primeiro-ministro da Grã-Bretanha,Gordon Brown, e 32 por cento no presidente da Rússia, VladimirPutin, que ocupa atualmente o cargo de primeiro-ministro. Ban Ki-moon, secretário-geral da Organização das NaçõesUnidas (ONU), registrou o melhor desempenho, com 35 por cento. "Apesar de a desconfiança generalizada em relação a GeorgeBush ter criado um vácuo de liderança mundial, não surgiunenhum líder alternativo para ocupar esse espaço", disse StevenKull, diretor da WorldPublicOpinion.org. "Hu Jintao e Vladimir Putin são populares em alguns países,mas há mais pessoas que desconfiam deles do que pessoas queconfiam neles." A WorldPublicOpinion.org é um projeto envolvendo centros depesquisa do mundo todo sob a direção do Programa sobre AtitudesPolíticas Internacionais, da Universidade de Maryland (EUA). Um grupo entrevistou 19.751 pessoas em países querepresentam 60 por cento da população mundial. A pesquisa foirealizada entre os dias 10 de janeiro e 6 de maio, com margensde erro de 2 a 4 pontos percentuais para cima e para baixo. (Texto de David Alexander)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.