Larry Downing / Reuters
Larry Downing / Reuters

Bush pai patrocinou criança filipina em segredo, revelam cartas

Ajuda foi feita durante dez anos por meio de uma organização beneficente cristã

France Presse, O Estado de S.Paulo

19 de dezembro de 2018 | 21h29

WASHINGTON - Para a criança filipina que teve um benfeitor americano, que também foi fonte de amáveis cartas e presentes, ele se chamava apenas "G. Walker".

Para a organização beneficente cristã que o ajudou a manter seu benevolente segredo foi George Herbert Walker Bush, o 41.º presidente dos Estados Unidos.

A Compassion International, que ajuda crianças pobres de todo o mundo por meio de uma rede de igrejas locais, revelou pela primeira vez esta semana que o ex-presidente, que morreu no mês passado, patrocinou silenciosamente durante dez anos uma criança filipina chamada Timothy.

A organização revelou várias das comoventes cartas que Bush enviou ao menino.

"Quero ser o seu novo amigo por correspondência", escreveu Bush em sua carta inicial, enviada em 24 de janeiro de 2002.

"Sou um homem velho, de 77 anos, mas amo as crianças; e embora não tenhamos nos conhecido, já gosto de você", disse o ex-presidente, se identificando como um morador do Texas.

O ex-secretário de imprensa de Bush Jim McGrath confirmou à AFP a autenticidade das cartas.

"Este é apenas um dos inumeráveis atos de bondade que George Bush realizou ao longo dos anos sem estardalhaço. Era o que havia em seu coração", assinalou McGrath.

Bush começou a patrocinar Timothy com uma doação mensal em 2002 até a sua graduação do programa de caridade, em 2012. Durante todo esse tempo, a verdadeira identidade de Bush se manteve em segredo por preocupações com sua segurança.

Às vezes, as cartas de Bush continham pistas sobre a sua verdadeira identidade, como uma em que escreveu: "Tive de ir à Casa Branca no Natal. Aqui há um pequeno folheto que recebi na Casa Branca em Washington". / AFP

 

Tudo o que sabemos sobre:
George H. W. Bush

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.