Bush pede apoio a líderes estrangeiros

O presidente dos EUA, George Bush, voltou a fazer uma série de telefonemas a líderes estrangeiros hoje, em busca de apoio para seu esforço para combater o terrorismo internacional. De acordo com o porta-voz da Casa Branca, Ari Fleischer, Bush telefonou hoje para o primeiro-ministro do Japão, Junichiro Koisumi, o primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, o secretário-geral da Otan, Lord Robertson, e o príncipe-herdeiro da Arábia Saudita, Abdullah.Ontem, o presidente dos EUA havia falado com os presidentes da Rússia, Vladimir Putin, da China, Jiang Zemin, e com o primeiro-ministro britânico, Tony Blair. "O presidente está fazendo e continuará a fazer telefonemas para todos como parte de seu esforço para reunir uma coalizão internacional que se erga unida para combater o terrorismo", disse Fleischer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.