Bush pede aprovação de suas propostas energéticas

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, pediu neste sábado ao Congresso, de maioria democrata, que aprove suas propostas energéticas e assinalou que é uma área com "grande potencial para a cooperação bipartidária".Bush propôs desenvolver tecnologias para combustíveis alternativos a fim de reduzir o consumo de gasolina dos EUA em 20% no prazo de 10 anos.O chefe da Casa Branca propôs destinar US$ 2,7 bilhões para aumentar a pesquisa sobre energias alternativas no projeto de orçamento para o ano fiscal 2008 que enviou ao Congresso esta semana."Cada membro do Congresso que se preocupa em fortalecer a economia, proteger nossa segurança nacional e fazer frente à mudança climática deveria respaldar as iniciativas energéticas que propus", disse Bush em seu tradicional discurso radiofônico dos sábados."Podemos deixar para nossos netos e tataranetos um mundo mais limpo", insistiu.As propostas energéticas de Bush, tornadas públicas em seu discurso sobre o Estado da União no mês passado, incluem aumentar a produção de combustíveis alternativos como o etanol.O presidente quer que a cada ano sejam usados 135 bilhões de litros de etanol e outros combustíveis alternativos, como os que se obtêm a partir de produtos como a soja, para 2017, o que implicaria quintuplicar a produção atual.Os grupos ambientais pediram o estabelecimento de limites máximos nas emissões de gases estufa, considerados culpados por contribuir com o aumento das temperaturas globais e as mudanças climáticas.A administração Bush rejeitou a imposição de cotas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.