Bush pode levar guerra contra terror ao Cone Sul

Antes mesmo de sua prometida ofensiva militar contra o Iraque, o presidente George W. Bush já estuda a possibilidade de abrir outras frentes de batalha, segundo informação divulgada no Jornal da Globo, com base em fontes do governo americano citadas pela rede de televisão NBC. De acordo com essas fontes, a guerra da Casa Branca contra o terrorismo vai se voltar para países como o Iêmen e a Somália, e até para a região da tríplice fronteira, localizada entre o Brasil, a Argentina e o Paraguai.De acordo com a NBC, o próximo passo será atingir terroristas da Al Qaeda no Iêmen. A intenção é ajudar o governo local a destruir células e campos de treinamento da rede de Osama bin Laden. Outros alvos potenciais seriam a Somália, considerado um território sem lei para os terroristas, e a América do Sul, onde, na avaliação de Washington, cresce a ameaça de terroristas islâmicos em áreas da tríplice fronteira no Cone Sul do continente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.