Bush pode prorrogar serviço militar dos soldados americanos

O Governo dos Estados Unidos pode prorrogar o serviço militar de seus soldados em situações de emergência. Esta decisão foi tomada hoje, por um tribunal de apelações de São Francisco, depois de um soldado ter processado o Pentágono, por tê-lo obrigado a continuar seu serviço militar por mais 11 meses.De acordo com o juiz Stephen Trot, os argumentos apresentados pelo soldado, identificado como "John Doe" (nome usado quando não se quer ou não se pode identificar alguém), "não são convincentes" aos olhos do tribunal."A ordem que estende o serviço de ´Doe´ é um exercício legítimo dos poderes presidenciais", acrescentou o juiz, em relação à determinação direta do presidente George W. Bush. O advogado do soldado anunciou que deve recorrer da decisão.As Forças Armadas dos EUA são integradas por soldados voluntários e começaram a aplicar o prolongamento do serviço devido à necessidade de manter os contingentes militares, que tem tido cotas baixas no alistamento. A medida afeta dezenas de milhares de soldados, muitos deles cumprindo seu serviço no Iraque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.