Bush prepara discurso sobre emprego e imigrantes

O presidente dos EUA, George W. Bush, vai propor permitir a entrada no país de trabalhadores estrangeiros que já contem com emprego garantido em empresas americanas, uma decisão planejada para reparar as relações com o México e cortejar o voto dos latinos na campanha pela reeleição.Virtualmente mudo sobre os problemas de imigração nos últimos dois anos, Bush trabalha nas declarações que fará nesta quarta-feira numa reunião com cerca de 150 pessoas envolvidas na questão migratória.O porta-voz da Casa Branca Scott McClellan não informou se o presidente fará uma proposta detalhada ou apenas as linhas gerais do plano para unir trabalhadores dispostos, na maioria mexicanos, a patrões americanos receptivos.Estima-se que haja 10 milhões de trabalhadores clandestinos nos Estados Unidos, cerca de metade deles nascidos no México. ?Há uma necessidade da economia, e é importante termos uma política de imigração que trate dessas necessidades da economia?, disse McClellan. ?É uma questão de unir trabalhadores dispostos e empregadores dispostos. Há empregos que os americanos não estão interessados em aceitar, e há empregos disponíveis?, completou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.