Bush presta condolências a vítimas de massacre na Virgínia

Expressando a angústia sentida pelos americanos diante do assassinato em massa de 32 pessoas por um aluno da universidade Virginia Tech na última segunda-feira, 16, o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, disse nesta terça-feira, 17, que reza por todos os vitimados. "Laura e eu viemos a Blacksburg com os corações cheios de tristeza", disse ele em um discurso de seis minutos durante uma celebração no campus. O ataque perpetrado pelo sul-coreano Cho Seung-Hui, de 23 anos, foi o mais sangrento tiroteio em instituições de ensino na história dos Estados Unidos. "Esse é um dia de luto para a comunidade da Virginia Tech e um dia de tristeza para toda a nação", disse o presidente. "Nesse momento de angústia, eu espero que vocês saibam que as pessoas de todo o país estão pensando em vocês e pedindo que Deus dê conforto a todos os que foram afetados."Antes de voar para a universidade, na tarde desta terça-feira, Bush ordenou que todas as bandeiras fossem hasteadas a meio-pau e preparou uma proclamação escrita em memória dos mortos e feridos.Falando a uma platéia formada por estudantes, familiares e autoridades, o presidente encorajou os que estivessem sofrendo a procurar ajuda. "Para todos de vocês que estiverem bem, eu fico feliz por isso", disse o presidente. "Aos que estiverem sofrendo ou que perderam alguém próximo, eu tenho a certeza de que vocês poderão contar com qualquer um de nós e terão ajuda a qualquer hora que precisarem."Bush falou em um dia de fortes emoções. Além de informar o nome do responsável pelos assassinatos, a reitoria da universidade começou a divulgar nesta terça-feira as identidades das vítimas.Segundo o presidente, a segunda-feira foi o pior dia na vida de muitos dos estudantes. "Neste dia de terrível luto, é difícil imaginar que um dia a vida na Virginia Tech retornará ao normal. Mas esse dia irá chegar", continuou. Texto ampliado às 16h57

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.