Bush promete "libertar o mundo dos malvados"

O presidente dos Estados Unidos,George W. Bush, jurou neste domingo que seu país"libertará o mundo dos malvados". Em uma mensagem aos norte-americanos, Bush pediu que"amanhã, quando voltarem ao trabalho, trabalhem forte comosempre"."Meu governo sempre tem uma tarefa a cumprir. E nós acumpriremos", disse Bush ao regressar à Casa Branca depois depassar o fim de semana na residência oficial de descanso, emCamp David.Aqueles que atacaram os "edifícios cheios de gente inocente"em Nova York e Washington "declararam guerra aos EstadosUnidos. Cometeram um grave erro". Bush rebateu afirmação atribuída a Osama bin Laden, que hojenegou seu papel nos atentados. "Sem dúvida ele é oprincipal suspeito. Não há dúvida."Ao ser perguntado sobre declarações feitas horas pelovice-presidente Dick Cheney de que, na terça-feira, opresidente teria dado ordem para derrubar, se fosse necessário,qualquer avião comercial que se dirigisse a Washington, Bush respondeu: "Dei às nossasForças Armadas as ordens necessárias para proteger todos osnorte-americanos. Claro que foi uma decisão difícil. Nuncasonhei que nos atacariam desta forma."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.