Bush promete melhorar segurança em escolas americanas

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, prometeu que seu governo tomará medidas para melhorar a segurança nas escolas do país, pressionado por uma onda de atos de violência ocorridos em centros educacionais."Nossa meta é clara: as crianças e professores não devem temer por sua segurança ao entrarem numa sala de aula", disse Bush em pronunciamento neste sábado no rádio.Nas últimas duas semanas, em três Estados foram registrados ataques em escolas, os quais causaram oito mortes, cinco delas de meninas de um colégio da comunidade amish da Pensilvânia."Laura e eu estamos rezando pelas vítimas e suas famílias, e damos nossos pêsames a eles e às comunidades afetadas por estes ataques", disse Bush.Algumas escolas de Virgínia, Nebraska, Nevada, Oklahoma, Oregon e Wisconsin fecharam temporariamente ou cancelaram suas atividades ao ar livre devido a ameaças de violência.Na quarta-feira, Bush informou que a Casa Branca convocou uma reunião especial com especialistas em educação para analisar medidas preventivas nas escolas.A reunião, encabeçada pelos secretários de Justiça e Educação, Alberto Gonzales e Margaret Spelling, respectivamente, acontecerá terça-feira em Chevy Chase (Maryland), nos arredores de Washington, e contará com a participação de autoridades locais, estaduais e federais, assim como de representantes da Polícia, líderes religiosos e pais de alunos.Bush aproveitou seu discurso para defender as conquistas da reforma educativa que ele sancionou em janeiro de 2002.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.