Bush quer maior presença da ONU no Iraque, diz Ban Ki-moon

O presidente norte-americano, George W. Bush, pediu à Organização das Nações Unidas (ONU) que aumente sua presença no Iraque, mas o órgão se disse preocupado com a segurança no país, informou o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon na quarta-feira.Ban, que encerrou na quarta uma visita de dois dias a Washington - a primeira desde que assumiu o cargo em 1º de janeiro - disse, no entanto, que a ONU vai desempenhar um papel mais ativo no Compacto Internacional pelo Iraque, uma iniciativa patrocinada pelo órgão para dar ajuda na reconstrução do país em troca de reformas democráticas."O presidente Bush quer ver uma maior presença e um maior papel da ONU no Iraque", disse Ban a jornalistas. Mas ele disse a Bush que a ONU "continuará, onde e quando pudermos, a aumentar nossa presença lá, mas isso será restringido pelas preocupações com a segurança".O ex-secretário-geral da ONU Kofi Annan retirou os funcionários da entidade no Iraque em 2003, após dois ataques contra escritórios da ONU em Bagdá. O primeiro deles, em agosto de 2003, matou 23 pessoas, entre elas o brasileiro Sergio Vieira de Mello, que chefiava a missão do órgão no país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.