Bush quer permanência no Iraque; democratas insistem na retirada

O presidente George W. Bush reafirmou neste sábado, 19, a determinação dos Estados Unidos de permanecer no Iraque, enquanto os democratas insistiram na retirada das tropas e em uma mudança de rumo na política americana no país árabe.Em sua habitual mensagem radiofônica de sábado, Bush também destacou que seus esforços para diminuir a violência no Líbano são "chave" para proteger os americanos de futuros ataques terroristas. O presidente afirmou que "os terroristas serão derrotados" e que os Estados Unidos terão êxito em sua tarefa de expandir a democracia no mundo.Bush disse que, perante a obstinação dos terroristas "de continuar destruindo vidas inocentes em grande escala", sua administração permanece igualmente determinada a derrotá-los.Em contrapartida, o legislador democrata Joe Sestak, um vice-almirante reformado, destacou que "chegou o momento de retirar as tropas americanas do Iraque". Sestak defendeu uma mudança total da política da Casa Branca no país, e sugeriu que o dinheiro e energia que são gastos no Iraque sejam investidos na redução de "outros perigos" como os programas nucleares do Irã e da Coréia do Norte, e no fortalecimento da segurança nacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.