Bush quer que vizinhos participem da reconstrução do Iraque

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, "alfinetou" nesta segunda-feira os países vizinhos ao Iraque para que façam mais pela reconstrução do país. Ele também afirmou que pressionará países ao redor do mundo para cumprir a promessa de ajuda ao Iraque."Os vizinhos do Iraque precisam fazer mais para ajudar", disse o presidente após um dia de discussões sobre o futuro do Iraque com seus altos conselheiros nacionais de segurança.Bush lembrou que as nações ao redor do mundo - muitas delas fora do Oriente Médio - prometeram US$ 13 bilhões para o Iraque e disse que "esperamos que nossos amigos (...) honrem esses compromissos".Ele afirmou que conversou com seus conselheiros sobre a situação da segurança, particularmente em Bagdá e Basra. Bush disse que a mensagem que quer passar para o governo iraquiano é que "continuamos com você".O presidente americano recusou-se em fazer projeções específicas sobre as retiradas das tropas norte-americanas, dizendo que o novo ministro da defesa iraquiano acabou de tomar posse e precisa de mais tempo para fazer estimativas.Bush também disse que o sucessor do líder terrorista Abu Musab al-Zarqawi poderá ser alvo dos Estados Unidos. "Acredito que o sucessor de Zarqawi estará em nossa lista (de pessoas) que levaremos à justiça", afirmou. Ele disse que também discutiu com os conselheiros a questão do petróleo, e como o Iraque poderia utilizar as receitas provenientes da produção do insumo para beneficiar seu próprio povo. Bush mostrou-se esperançoso diante da possibilidade de o novo governo utilizar o petróleo como unificador do país, consertando a divisão sectária que assola o Iraque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.