Bush recebe com indiferença sugestões para mudar sistema eleitoral

Ao mesmo tempo em que ainda é alvo de críticas pela duvidosa forma como venceu as eleições do ano passado, o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, recebeu hoje com indiferença um documento com propostas para melhorar o sistema eleitoral do país elaborado pelos ex-mandatários Jimmy Carter e Gerald Ford. Bush afirmou que planeja seguir os princípios gerais apresentados no informe, mas que não acatará todas as recomendações contidas nele. "Hoje eu aceito o documento e recomendarei que as questões centrais contidas nele sejam tomadas como princípios para uma reforma mais significativa", afirmou Bush, tendo Carter a seu lado, durante a cerimônia de entrega do documento, na Casa Branca. Carter e Ford lideraram a elaboração do documento na Comissão Nacional para a Reforma da Eleição Federal, composta por 19 membros. Entre outras sugestões, o documento recomenda a restituição do direito de voto aos criminosos, a decretação de feriado em dia de eleições, o estabelecimento por parte dos Estados de sistemas próprios para o registro de eleitores e a divulgação de resultados apenas depois do término da votação. Bush vem sendo pressionado, especialmente pelos democratas, a corrigir os problemas surgidos durante as eleições na Flórida. Bush foi declarado vencedor 36 dias após as eleições, depois de uma decisão da Corte Suprema - com cinco juizes a favor e quatro contra - que pôs um fim à recontagem dos votos neste Estado. O documento elaborado pela comissão para a reforma do sistema eleitoral será discutido no Congresso Nacional, entre outras propostas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.