Bush sanciona pacote de US$ 94,5 bi para furacões e guerras

Poucas horas após sua aprovação no Senado, o presidente George W. Bush sancionou a lei que destina US$ 94,5 bilhões para as guerras no Iraque e no Afeganistão e para a reconstrução dos Estados do litoral do Golfo do México devastados pelos furacões Rita e Katrina. A lei já tinha sido aprovada na terça-feira pela Câmara de Representantes."Estou satisfeito pelo fato de o Congresso ter atendido a estas prioridades dentro dos limites para as despesas que impus", disse Bush depois da aprovação da lei no Senado. Na Câmara Alta o projeto foi aprovado com 98 votos a favor e apenas um contra, o do republicano Arlen Specter.O pacote destina US$ 65,8 bilhões para a compra de material de combate nas guerras no Iraque e no Afeganistão, considerado urgente pelo Pentágono.Com a liberação desta verba, o custo da guerra no Iraque chegará a US$ 320 bilhões. No Afeganistão, os Estados Unidos já gastaram US$ 89 bilhões.Outros US$ 19,8 bilhões da verba estão destinados a fundos para a reconstrução dos Estados do litoral do Golfo do México devastados pela passagem dos furacões Katrina e Rita, em agosto e setembro do ano passado.Está previsto que a maior parte do dinheiro será enviada ao Estado da Louisiana, para atender aos desabrigados, criar um novo hospital de veteranos em New Orleans e evitar futuras inundações na região.A medida aprovada pelo Senado foi apresentada em fevereiro, quando Bush pediu ao Congresso US$ 92,2 bilhões com estes objetivos. A Câmara de Representantes aprovou inicialmente a proposta do presidente americano em março, mas o Senado respondeu com um projeto de lei de US$ 109 bilhões, que incluía fundos suplementares para subvenções agrícolas, segurança portuária e ajuda à indústria do marisco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.