Bush se diz cético em relação aos documentos do Iraque

O presidente americano, George W. Bush, disse hoje que a avaliação do relatório apresentado pelo Iraque levará tempo, mas adiantou seu ceticismo sobre o conteúdo do material preparado por Bagdá. Em seu programa de rádio divulgado aos sábados, Bush disse esperar que o presidente iraquiano, Saddam Hussein, prove que seu país não tem armas de destruição em massa. "Para respeitar todas as resoluções da ONU, os iraquianos deverão entregar todas as informações e provas pedidas para demonstrar que o Iraque abandonou os erros das últimas décadas" disse Bush. "Qualquer demora ou gesto de desafio demonstrará que Saddam Hussein não escolheu o caminho da aceitação das obrigações e rejeitou o caminho da paz." Bush afirmou que os americanos "julgarão a honestidade do relatório iraquiano somente depois de tê-lo examinado de maneira profunda e isso exigirá um pouco de tempo". Bush destacou que "o documento deve ser crível, minucioso e completo ou o ditador do Iraque terá mostrado ao mundo uma vez mais que escolheu não mudar sua atitude". O presidente americano reiterou que se Saddam não proceder ao desarmamento de armas de destruição em massa a ele atribuído, "serão os EUA e uma coalizão de aliados os encarregados de desarmá-los", apesar de que a guerra "permanece como nossa última opção".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.