Bush sente-se só e primeira-dama apela a amigos de infância

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, sente-se só e a mulher dele, Laura, fez um apelo aos amigos de infância para que procurem o marido com mais freqüência.O isolamento de Bush, que começou com a chegada à Casa Branca, se acentuou a partir de 11 de setembro, quando os amigos deixaram de procurá-lo temendo interferir na delicada atividade de um presidente em guerra.Bush repete freqüentemente que vive em "uma bolha". Tal situação preocupa a primeira-dama, que vem pedindo a amigos para que conversem com ele por telefone.Geralmente, é o presidente quem procura os amigos, telefonado a eles para conversar sobre assuntos que não têm ligação com a atividade oficial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.