Bush visita Botsuana, país com mais infectados pelo HIV

Ao visitar Botsuana, o país com o maior índice mundial de contaminação pelo vírus da aids, o presidente americano, George W. Bush, disse nesta quinta-feira que a enfermidade é ?o mais mortal inimigo já enfrentado pela África? e prometeu que os EUA vão ajudar o continente a enfrentar esse desafio. ?O povo desta nação tem a coragem e a capacidade de decisão para derrotar essa doença e (para isto) terá nos EUA um parceiro?, disse Bush ao presidente betchuano, Festus Mogae, durante um almoço festivo, acrescentando que ?vocês não enfrentarão esse inimigo sozinhos?. As palavras de Buhs foram interrompidas por um coro de vozes que repetiam ?pula!?, ?pula!?, o que em língua setsuana significa ?tudo de bom!? - ou ?chuva?, já que 85% do território do país fica no deserto de Kalahari. Bush chegou ao país do sul da África com um plano de US$ 15 bilhões para combater a aids no continente, e foi calorosamente recebido em sua chegada. Dezenas de crianças agitavam bandeiras dos EUA e de Botsuana enquanto homens e mulheres vestindo folhagens exibiam danças tribais. Bush retribuiu com acenos e sorrisos. Mais tarde, durante um encontro com Mogae, Bush disse que sua visita de cinco dias à Africa visa demonstrar que ?não somos apenas uma nação poderosa, mas também uma nação que tem compaixão?.

Agencia Estado,

10 Julho 2003 | 12h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.